BigBang-O antecipado regresso

Hoje vamos falar sobre BigBang e os acontecimentos que se desenrolaram durante a tarde. Não, não é sobre o fenómeno que deu origem ao universo mas sim o fenómeno que deu origem ao universo de K-Pop como o conhecemos.

Os BigBang são um grupo de K-pop com 10 anos de experiência no topo das tabelas e (o) um dos melhores grupos do género. Estiveram ausentes durante uns tempos mas voltaram, com um album novo – Made-  e dois novos videos/músicas. E amigos, é assim que se faz um comeback! Tudo no mesmo dia.

Vou então guiar-vos pelos novos vídeos e músicas sempre declamando a minha opinião.

 

A primeira música chama-se Fxxk It, sim, com o cencurado e tudo, e é o que eu chamo uma música “hino”, para ser fácil de cantar com multidões e fomentar um sentido de pertença. Se calhar as minhas expectativas eram demasiado elevadas mas estava à espera de algo do género da “BangBangBang”, mais forte e “in your face”. Tirando isso o vídeo é muito BigBang com roupas que não deviam funcionar juntas mas que de alguma forma me faz querer misturar padrões e cores. Isso e pintar o cabelo de rosa com as raízes castanhas. Mas se fosse aqui a Inês a tentar o estilo k-pop ia ser menos “ídolo coreano” e mais “mendiga de caixote do lixo”. Concluindo é um vídeo que promove descaradamente relações positivas entre os membros da banda, um grupo exclusivo e súper divertido do qual o espectador é convidado a fazer parte. Este tema é largamente utilizado no k-pop porque claramente funciona e é eficaz. Continuo a salutar o imenso trabalho de toda a equipa por detrás destas empresas, neste caso a YG, porque apesar de o produto final, que neste caso é a banda em si, parecer “effortless” é necessário planear e trabalhar para que isso assim pareça. E claro que isso também se estende aos próprios elementos da banda.

E a seguir à festa chega a melancolia. Com rumores de que o grupo se vai separar, esta nova música vem apimentar ainda mais os rumores. É uma música nostálgica que relembra todos os 10 anos de BigBang como banda. Sobretudo penso que foi inteligente do ponto de vista de marketing picar o público com mais rumores sobre a separação. Na Coreia todos os homens têm de prestar serviço militar até aos 30 anos e com o alistamento do membro mais velho da banda, uma pausa (pelo menos) é inevitável. Na minha opinião duvido MUITO que a banda termine agora. São a banda mais bem-sucedida e conhecidada k-pop e a principal fonte de rendimento da empresa que os suporta. Não posso deixar de referir que temos o TOP a cantar aqui e o quanto a parte do Daesung na música anterior, para mim foram estes os bocadinhos surpreendentes.

Fiquei um bocadinho desiludida com este regresso dos BigBang, o album só tem 3 músicas novas e esperava mais dos vídeos. Parece-me que foi feito tudo sobre a pressão de voltarem porque sabem que em breve vão ter de se retirar outra vez da ribalta. É um comeback com algo de nostálgico tanto como pelo passado como pelo futuro.

top

É agridoce.

Anúncios